apresentado por

Electrolux

Homepedia
Do banho à brincadeira, seus bichinhos podem ter um cuidado todo especial e seguro. A seguir, trouxemos dicas

Dicas de cuidados naturais com os pets

Do banho à brincadeira, seus bichinhos podem ter um cuidado todo especial e seguro. A seguir, trouxemos dicas que vão ajudar a cuidar mais e melhor do seu pet.

Eu moro com a gata Nina e a cachorra Filó, além da cachorra Ramona sempre estar por aqui também. Quando eu comecei a ler os ingredientes dos rótulos dos meus cosméticos e meus produtos de limpeza, eu acabei logo pensando no xampu da Filó, nos banhos, antipulgas e outros cuidados que a gente precisa ter com os bichinhos. E existem opções mais naturais e menos agressivas, mas que ainda continuam sendo seguras para eles e para nós.

Dê menos banhos no seu cachorro

Estamos acostumados com a ideia de que cachorros precisam tomar banho uma vez por semana, mas isso acaba sendo ruim pra pele deles que possui uma renovação celular a cada 21 dias, mais ou menos. É uma pele mais fina que a nossa, por isso passar sabão toda semana pode dar alergias e mau cheiro. Sim, eu sei que você acha que eu estou louca, mas quanto menos banhos você dá no seu cão, menos ele cheira mal.

No começo pode ser não tão cheiroso assim, então você pode molhar um pano com uma mistura de 1 parte de água para 1 parte de vinagre (de maçã ou álcool) e passar pelo cachorro dia sim dia não. O vinagre ajuda a eliminar o cheirinho que eles vão ficando e substitui um banho que pode usar sabões que machucam a pele deles.

Ah, e gatos não precisam de banho. Eles são autolimpantes e tomar banho normalmente é muito estressante pra eles. Evite sempre que for possível.

Use sabonetes naturais pro banho

Falando em sabão, use um que seja natural pro seu dog. Eu tiro uma lasquinha de algum meu mesmo, não precisa ser especial pra eles. Você vai ver que limpa igual e eles ficam cheirosinhos também.

Ah, e assim como nosso cabelo, o pelo deles também adora um vinagre pra ficar bem brilhante. Depois de enxaguar o sabão, jogue 1 col de sopa de vinagre diluído em um copo cheio de água. Isso ajuda com o cheiro também.

Dê brinquedos de materiais naturais

E fuja dos de plástico. Galho de árvore; casca de coco verde ou seco; papelão; ossos naturais defumados, que a gente acha em pet shops (e não aqueles brancos cheios de químicos); ossos de corda ou bolotinhas feitas de restos de roupas são algumas opções legais pros dogs roerem e brincarem sem precisar de brinquedos de plástico. Não só evitamos produzir um lixo ruim como também evitamos que nossos bichinhos ingiram pedacinhos de plástico.

Fugindo das pulgas

Lave a caminha e os panos dos seus bichinhos com frequência, isso ajuda a evitar ovos e virar ninho de bichos (além do cheiro!). Todo dia, antes de passear, passe um repelente natural de citronela (acha em pet shops também) para evitar que alguma pulga chegue nele. Cuidando assim sempre é difícil que ele pegue, mas se acontecer, pode ser que você precise usar um remédio convencional mesmo – saúde em primeiro lugar!

Areia biodegradável

Para os gatos, troque a areia da caixinha por uma opção biodegradável que possa ser jogada no vaso sanitário (existem opções de madeira, amidos, etc). A Nina aprovou a de madeira porque absorve bem o xixi e não deixa cheiro na casa como as outras costumavam fazer.

Ah, claro, não se esqueça de passear todo dia com seus cachorros, deixar eles serem cachorros e cheirarem, brincarem, correrem com outros cães. Eles são seres sociais e precisam de amigos como a gente. Já os gatinhos precisam de escadinhas, brinquedos e estímulos dentro de casa pra não correr o risco de se machucar na rua.

gato recebendo carinho

Veja mais relacionados

Publicidade Publicidade Home