apresentado por

Electrolux

Homepedia
Produção, função, reparo e descarte: na coluna do mês Cristal Muniz traz dicas para escolhas mais responsáveis

Comprando menos e melhor

Produção, função, reparo e descarte: na coluna do mês Cristal Muniz traz dicas para escolhas mais responsáveis com o planeta

Quando a gente fala de sustentabilidade, um dos assuntos mais comuns é o tal consumo consciente. Mas como é que a gente pode comprar menos coisas e de uma forma melhor, para que de fato as compras sejam mais conscientes? É isso que eu vou falar hoje. :)

Aqui, eu levo em consideração os seguintes critérios: produção, função, reparo e descarte. A partir deles, eu avalio os produtos que melhor se encaixam nesses quesitos e na real necessidade dentro da minha casa pra comprar algo novo. Quando a gente questiona essas coisas, passa a ter uma relação mais saudável com as coisas e consegue também pensar além da caixa sobre as compras.

Já dizia a Vivienne Westwood, estilista britânica: "compre menos, escolha melhor e faça durar". Além de sermos mais sustentáveis porque prolongamos a vida útil dos objetos, também gastamos menos dinheiro e temos uma relação menos compulsiva com as compras.

Descarte

Comece pensando em como descartar aquele objeto depois que você não puder mais utilizá-lo. Quando o produto não é reciclável ou é algo muito difícil de descartar, isso já me deixa com o pé atrás pra colocar na minha casa. E isso pode ser uma ação com as empresas, você entrando em contato e perguntando qual é a política de logística reserva dos seus produtos, mostrando que você se importa e pra você é importante que a empresa tenha cuidado com isso.

Conserto

Para roupas e para eletrodomésticos, é muito legal comprar pensando na possibilidade futura de consertar. Verifique se o produto tem peças fáceis de reposição, se a costura é boa e dá pra consertar, se os materiais usados são bons e duram bastante tempo. Tudo isso faz com que a compra seja melhor.

No caso de roupas e sapatos, busque acabamentos e costuras reforçados, materiais bons e nada de fios soltos. No caso de eletrodomésticos, eletrônicos e coisas do tipo, veja no site da marca se eles vendem peças e também pesquise sobre a garantia dos produtos.

Uso

Escolha sempre consciente da sua rotina e se o objeto, produto, roupa ou eletrodoméstico vai encaixar no seu dia a dia. Ou seja: você vai mesmo usar? Com qual frequência? Todo o esforço que a gente faz pra comprar algo precisa fazer sentido e se converter em uso frequente, em mudar e melhorar nosso dia, em acrescentar tempo e cuidado na nossa vida. Tenha só aquilo que você usa e use tudo aquilo que você tem.

Produção

Uma preocupação constante nas minhas escolhas é como e com o que o produto foi feito. Uma ética de trabalho, ou seja, uma empresa que se preocupa em não estar em nenhuma denúncia de trabalho escravo; que se preocupa e investe em práticas mais sustentáveis; que tenha programas sociais; tudo isso mostra uma preocupação que extrapola os limites do objeto e vai parar no mundo real.

Materiais duráveis e também de fontes menos poluentes fazem a diferença no impacto daquela peça. No caso das roupas e tecidos, podemos buscar opções de fibras naturais (algodão) enquanto em outros produtos, optar por menos plásticos e mais vidro ou metal que são materiais de melhor reciclagem.

Seguindo todas essas dicas, tenho certeza que suas próximas escolhas vão ser mais conscientes e seguras. 

Pessoa com compras em sacolas retornáveis

Veja os últimos lançamentos para sua casa