apresentado por

Electrolux

Homepedia
Conheça ideias e materiais inovadores para incluir no seu projeto ou reforma

Arquitetura sustentável: como construir uma casa de bem com a natureza

Conheça ideias e materiais inovadores para incluir no seu projeto ou reforma

arquitetura-sustentavel-carol-piccin04Nos últimos anos, a nossa preocupação com o meio ambiente tem refletido, também nas novas formas de construir e no morar bem. Com a demanda por materiais que não agridem a natureza, os arquitetos, decoradores e empresas estão investindo em novos produtos e ideias. Se você quer construir ou reformar a sua casa, vale conferir a entrevista que fizemos com  a gestora ambiental e diretora da MateriaLAB Design, Carol Piccin (foto ao lado).

1. O que é um projeto sustentável e de bem com a natureza?

É quando há responsabilidade do começo ao fim, reduzindo desperdícios e buscando alternativas ecológicas. São exemplos a boa ventilação e iluminação, que evitam o uso desnecessário de ar-condicionado ou lâmpadas, além do bom uso da água para evitar gasto excessivo. Você também pode apostar em revestimentos e móveis feitos de materiais naturais, reciclados ou duráveis.
Há também demolições e reformas que reutilizam elementos e móveis encontrados nas construções, como uma viga aparente (na foto abaixo) que dispensa revestimentos.

 Apartamento com vigas aparentes e piso cimentício feito de resíduos de vidro com cadeiras cor de rosa e poltrona branca
Vigas aparentes dispensam revestimentos e resgatam a memória da construção original. Na foto, há também um piso cimentício com resíduos de vidro. Projeto do escritório Messa Penna, com consultoria de materiais de Carol Piccin

2. As empresas estão investindo em novos produtos?

Sim, como sobras de fábricas agrícolas (fibras e sementes, por exemplo), para revestimentos e mobiliários. Há um universo de possibilidades no Brasil.

  Sala de estar com tapete de fibra natural, mesa de centro, cestos de trama natural e manta
Fibra de capim dourado, caule da macieira, casca da castanha-do-pará e semente de açaí

3. Por parte dos clientes, também aumentou esse tipo de solicitação? Quais são as preocupações deles?

Certamente! Quando mostramos as novidades do mercado, eles veem que os preços e boa estética não são mais uma desculpa para quem se preocupa com a natureza.

4. Quais elementos podem ser acrescentados aos ambientes da casa para deixá-los modernos mas, ao mesmo tempo, sustentáveis?

As mini-cisternas conectadas à máquina de lavar ou para captar água da chuva na varanda, por exemplo, são medidas simples. Para a decoração, vale ficar de olho em grandes e pequenos produtores, já que as lojas estão lançando coleções em parcerias com artistas.

5. Como aplicar estes conceitos em espaços pequenos, como em um apartamento

Podemos escolher materiais e revestimentos bacanas para a reforma. Veja, abaixo, um projeto de arquitetura sustentável que fiz em um apartamento:
Apartamento com piso cimentício feito de resíduos, bancada da mesa feita de madeira de demolição e objetos pessoais dos moradores
Piso cimentício com agregado reciclado, resíduos de vidro de outro processo industrial, madeira de demolição na bancada da mesa e objetos de memória da família. Projeto de Carol Piccin

6. Em casas já construídas, o que pode ser alterado para tornar o espaço “mais verde”

Trocar as lâmpadas para as mais econômicas (como as de LED) ou instalar redutores de vazão nas torneiras já é um grande passo. Existem também composteiras elétricas ou caseiras (por exemplo, os minhocários) que podem ser colocadas na cozinha, contribuindo para a diminuição dos resíduos domésticos e gerando um composto que pode ser usado nas plantas. Imagine que gostoso usar um alecrim ou hortelã que foram plantados por você, com adubo que veio da sua própria composteira?  

Poltrona e almofadas feitas de tecidos produzidos a partir da folha do abacaxi
Tecidos feitos a partir da fibra da folha do abacaxi, da Pinatex

7. Há fibras interessantes lançadas recentemente?

Sim. Em 2017, conheci os tecidos da Pinatex, que são feitos a partir da fibra da folha do abacaxi e chegaram no Brasil no ano passado. Além de ser um couro de origem vegetal, a fibra de celulose extraída da folha é considerada um subproduto da agricultura. É um resíduo que seria ou queimado ou estragaria em algum lixo! A designer responsável é a Carmen Hijosa. Gostei dessa frase simples dela, e muito necessária, que traz um propósito: 'Design não é apenas sobre produtos. Design é sobre responsabilidade'. Recentemente, descobri também a OrangeFibraBrand, que desenvolveu um tecido a partir da fibra da laranja.

Veja mais relacionados

    Produto 1
    Sustentabilidade

    5 dicas para construir uma casa mais sustentável

    Produto 1
    Sustentabilidade

    Tipos de casas sustentáveis com ideias inspiradoras

    Produto 1
    Varanda

    Floresta dentro de casa: 8 dicas de como fazer um jardim vertical

Publicidade Publicidade Home