apresentado por

Electrolux

Homepedia
A arquiteta Elisa Ju dá dicas de como comprar a quantidade e o tipo de revestimento para a sua obra ou reforma

Como calcular cerâmica para parede?

A arquiteta Elisa Ju dá dicas de como comprar a quantidade e o tipo de revestimento para a sua obra ou reforma

Investir em cerâmica para parede pode ser uma boa ideia para quem gosta de praticidade na hora de limpar a casa. Entretanto, como calcular a quantidade certa necessária? Para ajudar nestas e em outras dúvidas, conversamos sobre esse tipo de azulejo com a arquiteta Elisa Ju, sócia do escritório JMA Estúdio.

Hora do cálculo

Para calcular a quantidade correta de revestimento de parede que vai ser usado, primeiro é preciso decidir o tipo de cerâmica que você quer.

“Quando são peças pequenas, até 60 x 60 cm – costumamos calcular 10% de perda por caixa. Já quando as peças são maiores, não costumamos calcular por porcentagem, já que a perda costuma ser muito maior. Então, fazemos a paginação, contamos quantas peças vão ser necessárias e colocamos 10% a mais na quantidade total", explica a profissional

calcular-ceramica-parede

Tipo certo

Não há um tipo certo de cerâmica para parede, segundo Elisa. Na hora da escolha, o que deve ser levado em consideração é a finalidade do revestimento, se ele vai ficar em uma área interna ou externa da casa. Por isso, também é preciso verificar os tamanhos da peça para não errar na quantidade, o acabamento ideal para ela e pesquisar sobre sua praticidade. “As pessoas costumam analisar se é um tipo de material que dá menos ou mais trabalho para limpar”, diz a arquiteta.  

Por último, fica o critério estético: se será um material com recortes  geométricos, ideal para fazer composições de cores e outras peças. “Nesse caso, é preciso lembrar que quanto mais composições, mais difícil será a instalação. Por isso, procure sempre profissionais qualificados para o serviço”, recomenda.

acabamento-calcular-ceramica-parede

Acabamento

Uma das vantagens da cerâmica é que ela é mais fácil de limpar, então basta prestar atenção se ela é mais adequada para a área externa ou interna da casa e escolher um tipo de acabamento bonito e que acumule menos pó, se a sua intenção é facilitar na limpeza.

A única ressalva que a profissional faz é quanto à cerâmica em relevo. “Para esse tipo é preciso avaliar bem a parede na qual ela será  ser colocada, já que o encontro entre dois materiais com relevos diferentes pode ser complicado".

calcular-revestimento-reforma

Ambiente interno

Apesar de sua vocação ideal para áreas externas, a cerâmica também vai bem em ambientes fechados. “É possível usá-la em salas e quartos, sim. Tudo depende do conjunto total do ambiente, principalmente porcelanatos mais quentes, que imitam madeira ou cerâmicas do tipo de tijolinhos”, finaliza.

como-calcular-ceramica

Veja mais relacionados

    Produto 1
    Cozinha

    4 dicas para escolher revestimentos sem erro

    Produto 1
    Cozinha

    5 ideias de revestimentos coloridos para a cozinha

Publicidade Publicidade Home