apresentado por

Electrolux

Homepedia
A arquiteta Dâmmaris Lourrany dá dicas especiais para que a iluminação da sua cozinha tenha charme e funcional

Cozinha planejada: 5 soluções para uma boa iluminação

A arquiteta Dâmmaris Lourrany dá dicas especiais para que a iluminação da sua cozinha tenha charme e funcionalidade

Montar uma cozinha planejada é um sonho de muitos. Pensamos muito em armários, móveis e eletrodomésticos e, às vezes, deixamos em segundo plano uma questão fundamental: a iluminação da cozinha. Uma boa iluminação irá dar o clima especial que você deseja para o seu espaço e ainda será fundamental para os usos cotidianos de sua casa. Nós conversamos com a arquiteta Dâmmaris Lourrany, do Arq4Home, sobre diferentes soluções e possibilidades para a iluminação da sua cozinha, confira!

Cozinha planejada branca com luz em led abaixo dos armários Legenda: Cozinha planejada branca com uso de fitas de led nos armários.

Cozinha planejada branca com uso de fitas de led nos armários. 

1.Qual é o melhor tipo de luz para a cozinha? 

Na hora de definir a iluminação da cozinha o mais usual é se escolher a luz  branca, por acreditarmos que ela ilumina mais o ambiente que a luz amarela. “Isto é um grande mito”, explica Lourrany, “o que determina o quanto uma luz vai iluminar bem é um conjunto de especificações tais como os lúmens, fluxo luminoso e o IRC (índice de reprodução de cor)”. Esses detalhes é que farão a diferença, por isso na hora de montar a sua cozinha, é importante conversar com um profissional e entender as especificações de seu projeto, ainda mais quando falamos de cozinhas planejadas.

Dâmmaris diz que com os apartamentos cada vez menores, sendo a cozinha mais próxima de ambientes como sala de estar e jantar, uma boa escolha pode ser utilizar a luz neutra, com temperatura de cor em 4.000k". A arquiteta afirma que assim é possível conseguir mais sutileza na transição de um espaço para o outro.

Cozinha planejada preta com diferentes usos de iluminação, desde faixas de luz até lumináriasCozinha planejada com diferentes opções de iluminação.

2. Utilize a luz natural de sua cozinha a seu favor

A luz natural dos ambientes sempre ajuda a ditar muitas escolhas, ainda mais na cozinha, em que fazemos tantos preparos e ações que pedem muita luz. Uma ótima dica é tentar inserir a cuba próxima a janela, por exemplo. Dâmmaris explica que muitos apartamentos atuais, por serem pequenos, possuem janela mais próxima às áreas de serviço. “Nestes casos, gosto de usar cobogós e elementos vazados para valorizar a entrada da iluminação natural”, explica. Os elementos vazados ainda possibilitam uma maior circulação do ar e delimitam sutilmente a área de serviço da cozinha. 

Cozinha planejada cinza com boa iluminação naturalBom uso da luz natural em cozinha planejada.

3. Distribua a iluminação de forma inteligente pela cozinha   

Seja grande ou pequena, a sua cozinha precisa ter uma distribuição inteligente da luz pelo ambiente, para que ela dialogue de forma funcional com os seus móveis e eletrodomésticos. Seja luz direta ou indireta, é preciso entender o seu espaço e as suas necessidades. Dâmmaris reforça que “a luz direta serve para destacar algo: um revestimento mais trabalhado na parede, quadros decorativos, adornos”, por exemplo. 

As escolhas podem variar muito e você não precisa seguir regras muito definidas. “Não é uma obrigação em toda cozinha fazer o uso de spots por exemplo”, afirma. Uma dica de Dâmmaris são os perfis lineares, que estão super em alta e iluminam muito bem, pois são filetes bem fininhos, alguns com menos de 2cm de largura, que deixam o visual do teto bem limpo. 

Cozinha planejada com diferentes possibilidades de luz, como fitas de led, perfis lineares e lustre

Este projeto da arquiteta Thaísa Bohrer une diferentes possibilidades de luz, como fitas de led e perfis lineares. Foto: Fellipe Lima.

4. Cuidado com o uso de pendentes na cozinha

Os pendentes, quando não aplicados no local certo, podem atrapalhar a circulação e gerar focos de luz em pontos não funcionais, por isso devem ser usados com atenção. “Na cozinha evito usar pendentes, deixo-o para a mesa de jantar”, indica Dâmmaris. Sobre a mesa de jantar, um pendente ajuda a iluminar as refeições e traz mais sofisticação ao espaço, pois também tem a função decorativa. 

A arquiteta reforça que, mesmo sobre a mesa de jantar, é preciso atenção ao inserir um pendente na decoração. “A altura dele precisa ser confortável aos olhos, sem causar ofuscamento a quem está sentado. Normalmente o ideal é 80 cm livres entre a mesa até o pendente”.

Cozinha planejada com acabamentos em madeira e pendentes de luz Cozinha planejada com pendentes brancos de luz.

5. Fitas de led podem ser ótimas soluções para a decoração da cozinha

A arquiteta explica que as fitas de led são uma ótima solução para as bancadas da cozinha, especialmente sobre a área de preparo, pois iluminam indiretamente muito bem. “É muito ruim a sensação de sombra ou pouca luz quando você está preparando os alimentos”, diz Dâmmaris. A fita de led é super funcional e ainda dá um charme especial a sua cozinha. “A iluminação de led destaca o armário e especialmente o revestimento mais trabalhado entre a bancada e o móvel superior”, finaliza.

Com essas dicas de Dâmmaris é mais fácil começar a tirar do papel seus sonhos de uma cozinha planejada. Confira outras dicas para cozinhas pequenas e inspire-se ainda mais!

Cozinha moderna planejada com acabamentos em preto e fitas de led iluminando as bancadas Nesse projeto moderno, as fitas de led iluminam as bancadas. 

Publicidade Publicidade Home