apresentado por

Electrolux

Homepedia
Dentro de casa também é possível criar ambientes que garantam acesso para todas as pessoas de forma mais confo

Acessibilidade: qual a altura ideal da pia da cozinha?

Dentro de casa também é possível criar ambientes que garantam acesso para todas as pessoas de forma mais confortável e segura

Pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida, como idosos,  buscam uma vida independente, em que possa fazer as suas tarefas cotidianas de forma mais simples. Essa liberdade, obviamente, começa dentro de casa e, para isso, investir em um espaço com mais acessibilidade é um caminho importante para que a casa se torne inclusivo.

Pessoa lava salada em pia de cozinha adaptada

Pensar em espaços adaptados é o primeiro caminho para que um PcD tenha uma qualidade de vida. Por isso, na hora de construir ou reformar qualquer espaço, leve em consideração alguns ajustes pensados na acessibilidade destas pessoas. A cozinha é um espaço fundamental dentro da casa e precisa de atenção especial. Para auxiliar nessa construção de uma cozinha acessível, Homepedia separou dicas para a instalação da pia de forma adaptada, assim como outros detalhes. Confira abaixo:

Qual a altura ideal da pia de uma cozinha adaptada?

A altura ideal da pia deve variar entre 85 e 95 cm, para que ela possa ser usada tanto por um cadeirante quanto por outros moradores da casa. O mais importante na hora de definir a altura da bancada da pia é pensar no tipo de cadeira de rodas que o morador utiliza, já que elas podem variar de tamanho conforme o modelo. É importante fazer uma medição do local e também da cadeira, para que seja definida uma altura confortável.

 Bancada de cozinha com cuba dupla de inox 

Cuidados especiais para uma cozinha adaptada

Conforto: é importante que a parte debaixo da pia seja vazada, sem armários ou gavetas, para que a cadeira de rodas possa ser encaixada de frente e a pessoa fique confortável na hora de realizar a tarefa.

Cozinha planejada com tons de branco e preto e cuba ampla de inox

Segurança: fique atento ao material da cuba e da instalação, para que ele não cause nenhum dano às pernas da pessoa que está utilizando o espaço, pois muitas vezes as pernas podem ficar em contato direto com a parte de baixo da pia. Um exemplo, é quando se despeja água quente na pia. Com isso, o material da cuba pode superaquecer e provocar queimaduras.

Funcionalidade:no lugar de armários e gavetas abaixo da pia, é importante pensar em outros tipos  de móveis em altura média, para que a cozinha fique adaptada à altura do morador e ele não dependa de outras pessoas para pegar itens básicos, que assim estarão sempre ao alcance dele. Uma boa opção é pensar em armários planejados, assim você consegue conciliar as adaptações necessários com um bom uso do espaço. 

Outro ponto de atenção também está na torneira a ser utilizada, ela precisa ser de fácil manuseio, isto é, com um sistema de abrir e fechar simples, que seja funcional para o morador da casa.

Pequenos detalhes podem tornar tudo mais acessível

Com pequenos ajustes é possível criar uma cozinha adaptada, que trará a praticidade necessária para uma vida mais independente. Lembrando que as adaptações podem - e devem -  se estender aos demais cômodos da cada, tudo isso pensando no conforto das pessoas que necessitam dessa inclusão e mais qualidade de vida. Não se esqueça também que essas mudanças podem ser aliadas com as questões decorativas, para que a cozinha não deixe de ter o seu charme de “coração da casa”.

Cozinha branca grande com pia de inox na ilha central, com boa circulação para cadeirantes

Publicidade Publicidade Home